segunda-feira, 9 de abril de 2012



 Tão intenso que chega a doer. Dói a falta, dói a saudade. Dói ter, e ter mais vontade. E foi errado, mas nunca me pareceu tão certo desde o principio. Porque tirando todos os erros e obstáculos, simplesmente é. E sempre foi. Só tive medo de ser demais. E por isso, me desculpe.

2 comentários:

  1. Muito intenso e bonito, gostei.

    Bjs
    http://maviealeatoire.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir